Encontro online: destaques do webinar “Os desafios do COVID-19 no AL”

Abril 20, 2020 |
Destaques do webinar Os desafios do COVID-19 no Alojamento Local

Em resposta ao significativo impacto do coronavírus no setor do alojamento local, reunimos empresas de gerenciamento de propriedades e entidades do setor para discutir esse período de incerteza e entender as melhores práticas para garantir a estabilidade dos negócios como gestores de propriedades para arrendamento de curta duração.

Durante esse evento virtual, Roberto Bricio (head de marketing – EMEA) da Guesty – junto com nossos parceiros Pierre Becerril, CEO da empresa Transparent, Weronika Figueiredo, co-fundadora da DoInn, Gonçalo Ribeiro, co-fundador da ALTIDO e Eduardo Miranda, Presidente da ALEP, Associação do Alojamento Local em Portugal – nos conduziu a uma discussão sobre como a indústria do AL pode avaliar as implicações atuais do coronavírus, mitigar a perda de receita, incentivar novas reservas e se preparar para o futuro.

Roberto iniciou o evento, apresentando o novo Coronavírus Infocenter da Guesty, um centro de recursos abrangente para qualquer pessoa no setor do alojamento local que esteja a procurar conselhos, orientações e informações práticas sobre como tomar decisões comerciais mais inteligentes em meio a essa crise de saúde global.

Pierre Becerril, levou o público através de dados exclusivos sobre cancelamentos e reservas em Portugal e tendências européias do quadro de possível recuperação dissecando os dados disponíveis para tentar entender o que o futuro reserva. Os dados de cancelamento indicam que o sentimento entre os viajantes ainda é positivo: as reservas para o verão estão em vigor no momento e as pessoas estão otimistas sobre o futuro das viagens após o coronavírus.

Weronika Figueiredo, em seguida, falou sobre os procedimentos de limpeza e as mudanças necessárias nesta etapa de gestão de um AL. Abordou a necessidade de adaptação dos Equipamentos de Proteção Individual da equipa limpeza, dos diferentes tipos de substâncias e os níveis de limpeza possíveis para uma propriedade. 

O próximos palestra foi um representante dos gestores do Alojamento Local, Gonçalo Ribeiro, co-fundador da RentExperience e da ALTIDO. Gonçalo apresentou as diversas ações que a empresa tomou para mitigar o impacto pela falta de reservas em todos os níveis da empresa. Desde a questão de recursos humanos às estratégias de cancelamento e contrato com os proprietários.

Como as reservas de médio e longo prazo estão a aumentar, especialmente as de última hora, Gonçalo sugeriu que os gerentes de propriedades ofereçam descontos, implementem uma política de cancelamento flexível e reduzam as restrições quanto à duração da estadia.

Ouvimos então o Eduardo Miranda, que compartilhou uma perspectiva diferente com o público. Eduardo apresentou uma visão de pior cenário onde a recuperação aconteceria na páscoa de 2021. Eduardo também descreveu as conversas que a ALEP está a ter com diferentes órgãos do governo e associações européias sobre o setor e a crise. Eduardo também compartilhou a Iniciativa Rooms against COVID, lançada pelo ALEP , para fornecer acomodação gratuita aos trabalhadores do SNS.

Como sempre, convidamos os participantes a contribuir com perguntas em todo o evento virtual, que abordamos em uma sessão de perguntas e respostas após a apresentação. Aqui estão alguns destaques (editados para maior clareza):

Pergunta: E os trabalhadores independentes podem pedir esse microcrédito?

Gonçalo: Sim, trabalhadores independentes são os empresários em nome individual

Pergunta: Os produtos de limpeza de desinfecção e de nebulização não estragam alguns materiais? Como madeira, tecidos, etc

Weronika: Dependerá do produto. Numa limpeza de desinfecção com lixívia, para superfícies de madeira, pedra e estofos são usados outros produtos de limpeza desinfetantes (sem lixívia). Mesmo assim, não conseguimos dar garantia 100% que em alguns dos casos não mancham ex. Estofos.

Pergunta: Acham que o interior,(pela maior proximidade com Espanha, o efeito natureza…), por exemplo, poderá ter algum tipo de vantagem e recuperar mais rapidamente?
Roberto: Penso que o efeito natureza terá impacto mais imediato pelo facto do turismo doméstico ser o primeiro a abrir e as pessoas terem por tendência, a escolha de sítios mais ermos e longe das grandes aglomerações. A proximidade com a Espanha será bem-vinda quando houver a abertura das fronteiras. e pelo forte impacto do vírus no país vizinho, creio que ainda levará um tempo maior.

Preparado para que a Guesty transforme o seu negócio?

Request Demo
watch guesty demo